Quem Somos

O Meliponário Rei da Mandaçaia é um empreendimento familiar especializado na criação, conservação e manejo de Abelhas Sociais Sem Ferrão de ocorrência natural no estado da Bahia, estamos a mais de 20 anos criando, multiplicando e contribuído para preservação destes pequenos magníficos animais. O nosso empreendimento é cadastrado no IBAMA CTF: 1681253, no Site é possível encontrar fotos da produção e muitas informações a cerca desta atividade, nosso meliponário principal está situado no Distrito de Hidrolândia - Uibaí e em Cruz das Almas no Recôncavo da Bahia.

Responsável Técnico: Engenheiro Agrônomo/Mestre em Ciências Agrárias, Márcio Pires de Oliveira / CREA/BA40051 Email: meliponarioreidamandacaia@hotmail.com

Visite nossa lojinha virtual no endereço:

http://www.lojareidamandacaia.com.br/

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Programa do Mel de meliponas é lançado por Tião Viana no Vale do Juruá no Acre

O governador Tião Viana lançou nesta quinta-feira, 25, na Vila Santa Luzia, o Programa da Meliponicultura (Foto: Gleilson Miranda/Secom)
O governador Tião Viana lançou nesta quinta-feira, na Vila Santa Luzia, o Programa da Meliponicultura (Foto: Gleilson Miranda/Secom)
Agregar renda sem desmatar a floresta nativa e preservando a biodiversidade. Essa é uma das propostas do governo do Acre ao incentivar a produção de mel de abelha sem ferrão na região do Vale do Juruá. Para isso, o governador Tião Viana e o vice-governador César Messias lançaram nesta quinta-feira, 25, na Vila Santa Luzia, o Programa da Meliponicultura ou Programa do Mel, desenvolvido pela Secretaria de Pequenos Negócios (SEPN).
A secretária adjunta de Pequenos Negócios, Silvia Monteiro, acompanhou Tião Viana e César Messias na solenidade de lançamento do programa. No lançamento foram entregues mil caixas de mel aos produtores.
“Isso é parte de um grande esforço em diversas ações na área de produção e pequenos negócios que o governo do Estado faz para que os produtores rurais do Acre tenham melhorias na sua renda, que se consolidem numa classe média rural com dignidade para criar seus filhos, para ter uma vida com mais tranquilidade”, afirmou Tião Viana.
Silvia Monteiro explicou que 1.400 famílias foram capacitadas para criar abelhas sem ferrão. Além disso, serão distribuídas 14.600 colmeias.
A secretária adjunta de Pequenos Negócios, Silvia Monteiro, acompanhou Tião Viana (Foto: Gleilson Miranda/Secom)
A secretária adjunta de Pequenos Negócios, Silvia Monteiro, acompanhou Tião Viana (Foto: Gleilson Miranda/Secom)
César Messias afirmou que um simples gesto pode fazer toda a diferença para agricultores que vivem do que produzem em suas pequenas propriedades.
“Quando a gente olha para essa caixinha pequenininha a gente não imagina a importância delas. Mas vejam só os cálculos, nós temos 14.600 caixas multiplicados por 5 litros de mel por ano dá 73 mil litros de mel, agora a gente multiplica isso por R$ 60, que é o preço que vende o litro do mel nessa região, e nós teremos R$ 4,3 milhões em produção de mel e isso estamos botando o valo por baixo. Isso muda a qualidade de vida dessas pessoas”, acrescentou o vice-governador.
Boas expectativas
Um dos beneficiados com a entrega das caixas para criação de abelhas foi o produtor rural Erasmo Pedrosa. “Trabalho com roçado, mas agora fiz um curso para poder trabalhar nessa atividade de produção de abelha. Isso é muito gratificante. Com esse investimento e o treinamento eu acredito que vai melhorar a minha renda e de muitas pessoas. As pessoas estão muito satisfeitas com essa ajuda do governo”, declarou o produtor.
Foram entregues mil caixas de mel aos produtores (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

Foram entregues mil caixas de mel aos produtores (Foto: Gleilson Miranda/Secom)


O presidente da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac), Élson Santiago, também tem boas expectativas para a cadeia produtiva do mel. Ele acredita que muitas famílias poderão aumentar o faturamento mensal com a atividade sem precisar deixar de lado outras atividades produtivas.
“A abelha fará parte do trabalho e o produtor só terá que colher o mel e vender. O governador está de parabéns por incentivar a produção de mel aqui no Acre”, frisou o parlamentar.
Avanços na produção
A secretária adjunta frisou que em Cruzeiro do Sul a atividade de produção com incentivos da SEPN de mel iniciou em 2011 e desde então já foi implantada em sete comunidades com benefícios a 143 produtores.
“O programa expandiu com a ajuda que o governo do Acre está recebendo do governo federal, da presidenta Dilma e, com isso, a secretaria está beneficiando cerca de 500 famílias dos municípios de Mâncio Lima e Rodrigues Alves, por meio do programa”, detalhou Silvia Monteiro.
Além de Cruzeiro do Sul, o Programa do Mel está sendo desenvolvido nos municípios de Sena Madureira, Manoel Urbano, Feijó, Tarauacá, Mâncio Lima, Rodrigues Alves, Porto Walter, Marechal Thaumaturgo, Jordão e Santa Rosa.
O programa de Meliponicultura é desenvolvido pelo governo, por meio da Secretaria de Pequenos Negócios e em parceria com a Secretaria de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof), Instituto Dom Moacyr e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

Nenhum comentário:

Postar um comentário