Quem Somos

O Meliponário Rei da Mandaçaia é um empreendimento familiar especializado na criação, conservação e manejo de Abelhas Sociais Sem Ferrão de ocorrência natural no estado da Bahia, estamos a mais de 20 anos criando, multiplicando e contribuído para preservação destes pequenos magníficos animais. O nosso empreendimento é cadastrado no IBAMA CTF: 1681253, no Site é possível encontrar fotos da produção e muitas informações a cerca desta atividade, nosso meliponário principal está situado no Distrito de Hidrolândia - Uibaí e em Cruz das Almas no Recôncavo da Bahia.

Responsável Técnico: Engenheiro Agrônomo/Mestre em Ciências Agrárias, Márcio Pires de Oliveira / CREA/BA40051 Email: meliponarioreidamandacaia@hotmail.com

Visite nossa lojinha virtual no endereço:

http://www.lojareidamandacaia.com.br/

domingo, 27 de janeiro de 2013

EXEMPLO GOVERNAMENTAL A SER SEGUIDO POR TODO BRASIL

A ( SEPN) Secretaria de Pequenos Negócios, expande a meliponicultura em Mâncio Lima

A Secretaria de Pequenos Negócios (SEPN) voltou a Mâncio Lima com seu programa de incentivo à meliponicultura, realizando o primeiro encontro de meliponicultores do município. Entre os agricultores que fizeram o curso em 2011 e 2012, vinte e dois estão produzindo e receberam, cada um, quatro caixas de abelhas sem ferrão especialmente preparadas para abrigar e formar a colmeia.
Em 2011, a SEPN iniciou um projeto piloto em Mâncio Lima e no Projeto Santa Luzia, em Cruzeiro do Sul, com três cursos capacitadores para a atividade, ensinou a capturar as abelhas e cedeu uma caixa de abelhas para cada participante. Para isso, a SEPN contratou o produtor rural Engelberto Flasch, especialista na criação de abelhas com ou sem ferrão. Em 2012, a atividade foi levada para outros municípios, sempre com recursos próprios do Estado.
Neste ano, o incentivo à meliponicultura vai aumentar. Segundo Flach, a SEPN obteve recursos do BNDES para incrementar a atividade e vai levá-la a todos os 22 municípios do Estado, com distribuição de 14.400 caixas de abelhas. A SEPN está também identificando futuros polos, onde a atividade vai se concentrar, como está ocorrendo no Pentecostes, em Cruzeiro do Sul.


Encontro produtivo

O encontro em Mâncio Lima objetivou que os meliponicultores trocassem experiências e discutissem a formação de uma associação ou cooperativa de maneira que, quando a atividade estiver desenvolvida, não haja entraves na comercialização do produto. O mel de abelhas silvestres é valorizado e o preço do produto é bem superior ao mel de abelhas apis (com ferrão). A intenção da SEPN é abrir uma nova atividade econômica florestal sustentável, segundo o assessor técnico da SEPN Francisco Lima França.
Todos os produtores foram recadastrados para receber as caixas, já que o programa agora é de âmbito federal. Cada um deles recebeu quatro caixas, mas têm direito a mais seis, totalizando dez por produtor. O recadastramento foi feito por Expedito Ribeiro, membro da equipe da SEPN no Vale do Juruá.
O secretário da Produção de Mâncio Lima, Francisco Talmar Maciel Taveira, e o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais do município, Francisco Ribeiro da Silva, também participaram do encontro e se mostraram dispostos a entrar em parceria com a SEPN para fortalecer a atividade. O secretário Taveira acredita que a meliponicultura pode ser importante fonte de renda na região e é de interesse da prefeitura dinamizá-la. Taveira disse que a prefeitura está organizando um calendário de escoamento da produção agrícola, pretendendo atender todos os ramais, embora no auge do inverno alguns deles fiquem intrafegáveis.

Fonte:http://www.agencia.acre.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário