Quem Somos

O Meliponário Rei da Mandaçaia é um empreendimento familiar especializado na criação, conservação e manejo de Abelhas Sociais Sem Ferrão de ocorrência natural no estado da Bahia, estamos a mais de 20 anos criando, multiplicando e contribuído para preservação destes pequenos magníficos animais. O nosso empreendimento é cadastrado no IBAMA CTF: 1681253, no Site é possível encontrar fotos da produção e muitas informações a cerca desta atividade, nosso meliponário principal está situado no Distrito de Hidrolândia - Uibaí e em Cruz das Almas no Recôncavo da Bahia.

Responsável Técnico: Engenheiro Agrônomo/Mestre em Ciências Agrárias, Márcio Pires de Oliveira / CREA/BA40051 Email: meliponarioreidamandacaia@hotmail.com


terça-feira, 11 de dezembro de 2012

SEMANA ENTOMOLÓGICA DA BAHIA - SINSECTA

Prezados(as), 
É com muita satisfação que agradecemos a todos(as) pela confiança e o apoio que resultaram no sucesso da Semana Entomológica da Bahia (SINSECTA), sob a responsabilidade do Grupo de Pesquisa Insecta/CCAAB/UFRB. 
Os trabalhos foram encerrados neste último domingo as 12:40 hs, após a maratona de sete dias (03 a 09/12/12). Ao longo da semana tivemos 12 palestras, 15 mesas redondas, 08 minicursos (8hs ca.), 01 curso (20 hs) e a apresentação oral de 91 trabalhos. 
Começamos com uma brilhante apresentação do Prof. José Roberto Postali Parra, navegando pela nossa entomologia, do passado ao presente. Em seguida, tivemos uma mesa imperdível sobre a pós-graduação em entomologia, com os professores Maurício Bento, Raul Guedes e Hebert Siqueira. 
Logo depois, entramos em temas técnicos com grupos de insetos que o Grupo Insecta trabalhou nos últimos 20 anos, como moscas das frutas, onde Antônio Nascimento, Beatriz Paranhos, Iara Bravo e Maria Aparecida Bittencourt deram show sobre esses trefitídios. Posteriormente foi a vez da Defesa Agropecuária, comandada pela Regina Sugayama e a turma da ADAB, liderada pela Suely Xavier. Além da palestra, houve reapresentação de várias dissertações defendidas no Mestrado Profissional em Defesa Agropecuária da UFRB/Embrapa, uma homenagem ao Evaldo Vilela e ao Alexandre Pinheiro (primeiro coordenador do MP). 
Posteriormente os grupos que trabalham com formigas entraram em ação. Primeiro as formigas poneromorfas sob o comando do Jacques Delabie (Jaqueline, Igor, Ivan e Cléa). Depois as formigas cortadeiras, com Luiz Carlos Forti, Maria Aparecida Castellani e Aldenise Moreira. 
Outros grupos também foram representados, como os orthópteras (Marcos Lhano e João Morselli), lepidópteras (Márlon Paluch e Paulo Peixoto), insetos aquáticos (Adolfo Calor), insetos na alimentação humana (Eraldo Costa Neto), ácaros (Edmilson Silva) além de temas de interesse da entomologia, como morfometria (Edilson Divino, Lorena Nunes, Vinina Ferreira e Cristovam Lima Júnior), taxonomia (João Morselli) e ferramentas moleculares (Lúcio Campos, Ana Waldschmidt, Rodolfo Jaffé, Marco Costa e Eddy Oliveira). 
Chegamos nas abelhas, sociais e solitárias, onde diferentes aspectos foram abordados, como ecologia (Celso Martins, Gilberto Santos e Willian Aguiar), polinização (Vera Lúcia Imperatriz Fonseca, Denise Alves, Cândida Aguiar, Raquel Pérez Maluf, Mauro Ramalho, Afonso Orth, Vagner Toledo, Blandina Viana, Fabiana, Míriam Gimenes e Favízia Oliveira), patologia (Kátia Gramacho), análise botânica dos produtos apícolas (Paulino Oliveira e Ricardo Borges) e meliponicultura, com as contribuições do Giorgio Venturieri, Rogério Alves, Gislene Carvalho-Zilse, Octavio Valente, Jerônimo Vilas-Bôas, Murilo Drummond, Cristiano Menezes, Patrícia Faquinello e Richard Dutra. Ainda tivemos duas mesas com apicultores (Ângelo Márcio, Welton e Pedro Constam) e meliponicultores (Alex Fábio de Melo Lima (FEBAMEL / Meliponário Mimo-do-Céu), Márcio Pires de Oliveira (Meliponário Rei da Mandaçaia), José Emídio Borges de Souza (Meliponário Sauípe), Marcos Aurélio Pereira de Andrade (Meliponários Urbanos), Antônio Dias (Meliponário do Tonho) da Bahia. 
Finalmente, concluímos os trabalhos com a melissopalinologia (Monika Barth, Augusta Moreti e Francisco Santos) e qualidade do mel de abelhas sem ferrão (Bruno Souza, Geni Sodré e Solange Veras). 
Ao logo da semana, sempre no final da tarde, tivemos as apresentações dos trabalhos, com a coordenação de nomes como Daniela Anacleto, Carlos Bichara, Lydianne Aona, Ana Cristina Dantas, Rozimar Pereira, Elismar Adorno, Marcos Texeira, Maria Angélica Costa, Maria Vidal Alves, Maria Conceição Soglia e Eloi Alves. 



















Este foi o resumo do que ocorreu durante a SINSECTA, que recebeu profissionais das áreas de Ciências Agrárias, Biológicas e afins, estudantes de graduação, pós-graduação e ensino tecnológico, agricultores, pecuaristas, apicultores/meliponicultores, empresários do agronegócio e o público em geral. Ressalta-se que o aspecto qualitativo dos participantes superou o quantitativo, uma vez que a Semana ocorreu no final do semestre quando os estudantes dos cursos de graduação estavam em pleno período de provas na UFRB. Foi registrado participantes de todas as universidades públicas do estado da Bahia (UNEB, UEFS, UESC, UESB-Vitória da Conquista, UESB-Jequié, UESB_Itapetinga, UFBA, UFRB-Cruz das Almas, UFRB-Santo Antônio de Jesus e UNIFASV), além dos Institutos Federais (IFBA e IFBAIANO: campus de Catu, Santa Inês e Senhor do Bonfim) e instituições como EBDA, ADAB, CEPLAC, Embrapa, FAMAM, UNIJORGE, INEMA, SEAGRI, SEBRAE, FEBAMEL e ONGs. De fora do Estado registramos participantes de Alagoas (UFAL e UNIT), Pernambuco (UFRPE e Embrapa Semi-Árido), Sergipe (UFSE e IF Sergipe), Espírito Santos (UFES), Paraíba (UFPB), Maranhão (UFMA) e Rio Grande do Norte (IF Rio Grande do Norte). 
Certamente os principais responsáveis por este sucesso foram as parcerias e as articulações entre os diferentes grupos, os membros da comissão organizadora (estudantes, técnicos, docentes, pesquisadores e apicultores/meliponicultores), os apoiadores/financiadores e, de maneira muito especial, a participação de vocês.
Reiteramos nossos agradecimentos e aproveitamos para desejar a todos(as) um Feliz Natal e um Ano Novo recheado de realizações.
Cordialmente,
Carlos Alfredo Lopes de Carvalho / Geni da Silva Sodré / Oton Meira Marques / Meiby Carneiro de Paula Leite
Grupo de Pesquisa Insecta/Comissão Organizadora da SINSECTA 2012


Nenhum comentário:

Postar um comentário