Quem Somos

O Meliponário Rei da Mandaçaia é um empreendimento familiar especializado na criação, conservação e manejo de Abelhas Sociais Sem Ferrão de ocorrência natural no estado da Bahia, estamos a mais de 20 anos criando, multiplicando e contribuído para preservação destes pequenos magníficos animais. O nosso empreendimento é cadastrado no IBAMA CTF: 1681253, no Site é possível encontrar fotos da produção e muitas informações a cerca desta atividade, nosso meliponário principal está situado no Distrito de Hidrolândia - Uibaí e em Cruz das Almas no Recôncavo da Bahia.

Responsável Técnico: Engenheiro Agrônomo/Mestre em Ciências Agrárias, Márcio Pires de Oliveira / CREA/BA40051 Email: meliponarioreidamandacaia@hotmail.com


quinta-feira, 3 de abril de 2014

Aplicativo brasileiro vai monitorar o desaparecimento das abelhas

O Bee Alert pode servir como base para futuras pesquisas sobre o sumiço das polinizadoras, problema que se alastra em todo o mundo
Algumas regiões da Europa registraram o desaparecimento de 53% das abelhas - que são importantes para a agricultura (Stephane Mahe/Reuters)
Um pesquisador da USP de Ribeirão Preto e seu filho, um publicitário, criaram um aplicativo de computador, smartphone e tablet para monitorar o desaparecimento de colônias de abelhas. O Bee Alert, como foi batizado o aplicativo, é gratuito e está disponível online.
As abelhas são uma peça-chave para a agricultura e, assim, para a comida que está no nosso prato. Esses insetos polinizam plantações de frutas, legumes e grãos. Nos últimos oito anos, apicultores ao redor do mundo têm percebido que suas colônias estão diminuindo. Entre os motivos que já foram apontados para explicar o declínio das populações estão a ação de vírus, fungos, bactérias e o uso de pesticidas. Segundo dados do Coloss, grupo de cientistas de diversos países que estuda o sumiço das abelhas, algumas regiões da Europa perderam até 53% de suas colônias.
Embora o fenômeno tenha sido detectado no Brasil, não se sabe qual é a sua dimensão — resposta que os criadores do aplicativo querem ajudar a encontrar. "A plataforma é uma ferramenta online para que apicultores, meliponicultores e a comunidade científica possam fazer registros de desaparecimento ou de perdas significativas de abelhas em seus apiários", diz o publicitário Daniel Malusá Gonçalves, que desenvolveu o aplicativo com seu pai, o biólogo Lionel Segui Gonçalves, pesquisador da USP de Ribeirão Preto e presidente do Centro Tecnológico de Apicultura e Meliponicultura do Rio Grande do Norte (Cetapis). O Bee Alert faz parte da campanha Bee or not to Be?, criada por Lionel para proteger as abelhas. 
Leia também:
O aplicativo vai funcionar de uma maneira simples: o produtor ou o pesquisador registrará o local do seu apiário e, na ocorrência de sumiço das abelhas, informará a intensidade do desaparecimento (quantas colmeias foram prejudicas e qual a porcentagem da perda), as possíveis causas (doenças, pragas e clima, por exemplo) e os prejuízos. Além disso, o produtor ou o pesquisador deve declarar se os insetos sumiram ou migraram para áreas próximas. "Estamos numa etapa inicial e sabemos que vamos lidar com dificuldades, como o baixo acesso à tecnologia pelo apicultor e seu receio de expor o problema", diz Daniel.
A ferramenta está disponível em português, mas a promessa é que ela seja oferecida em espanhol e inglês no próximo mês. "Acreditamos que o aplicativo poderá ser usado em outros países, pois enfrentamos problemas e desafios similares quando o assunto é a proteção das abelhas", afirma Daniel.


Fonte:http://veja.abril.com.br

segunda-feira, 31 de março de 2014

"Malva Branca" a planta do mel

Apesar das chuvas de verdade só terem caído em nossa região somente em dezembro de 2013, foi o suficiente para o desenvolvimento da Waltheria sp., planta fornecedora recursos florais importantes para muitas espécies de abelhas meliferas, evidenciando o potencial meliponícola desse gênero na região semiárida da Bahia, conhecida popularmente como malva branca tem ocorrência na Caatinga, plantas essas plantas são tidas como importantes plantas invasoras  nas áreas de cultivo de milho e feijão, trata-se uma espécie subarbustiva, perene e muito comum em áreas de pastagens e pomares, suas inflorescências são compostas por flores pequenas e amarelas, essa planta fornece néctar abundante e produz um mel de sabor inigualável com cores claras variando de âmbar claro ao branco água. Esses plantas são importantes fornecedoras recursos florais para muitas espécies de abelhas tanto sociais com solitárias.
Quem quiser adquirir mel de "Mandaçaia do Sertão" (Melipona mandacaia Smith),  nosso mel ficou na 2ª colocação no concurso de meís do II Seminário Brasileiro de Própolis e Pólen e V Congresso Baiano de Apicultura e Meliponicultura, esse mel é proveniente da florada de "malva branca" (Waltheria sp.) disponho de 50 litros ao preço de R$ 80,00 o litro já com a despesa de envio por minha conta. interessados enviar Email para: meliponarioreidamandacaia@hotmail.com
Malva Branca